segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Mergulhados na experiencia


Se somos de fato espirito e essência, sem forma nem limites, ao mergulhar na experiencia da forma e da emoção é natural que nos deixemos encantar, nos entorpecer e embriagar.

Como esperar que um jovem índio não se apaixone por um cavalo selvagem desejando doma-lo e possui-lo?

Como esperar que uma jovem donzela não se apaixone por um rapaz belo corajoso e viril?

Como esperar que o empreendedor não se apaixone pelas oportunidades de negócios desafiadores?

Como esperar que o artista não se encante frente a uma imagem inspiradora?

Como esperar que a mãe não se apaixone pela doce e frágil crianca que a vida lhe entrega em seus braços…

Somos assim, mergulhados na experiencia, mas buscando encontrar algo que nos eleve acima dela.

Em cada tempo algo nos encanta e nos aprisiona.

Já fui prisioneiro das brincadeiras, das donzelas, das conquistas juvenis..

já fui prisioneiro do dever, dos negócios, da tecnologia,

Já fui prisioneiro dos estudos, dos debates calorosos, das palestras,

Já fui prisioneiro dos relacionamentos e dos amores...

Pensas que agora  já sou livre?

Ainda não,

Pois agora sou prisioneiro desta sede de liberdade... 

Caçador de Mim
Milton Nascimento

Por tanto amor
por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz Manso ou feroz
Eu, caçador de mim...

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim...

Nada a temer Senão o correr da luta
Nada a fazer Senão esquecer o mêdo...
Abrir o peito À força numa procura
Fugir às armadilhas Da mata escura...

Longe se vai Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir O que me faz sentir
Eu, caçador de mim...

Abrir o peito À força numa procura
Fugir às armadilhas Da mata escura...
Longe se vai Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir O que me faz sentir
Eu, caçador de mim...

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Dos sonhos

"Como se manifestam os sonhos? Há um mundo arquetípico, um mundo numérico superior e abstrato que está mais além dos atributos de cor, forma, tamanho, etc. É neste mundo de arquétipos que estariam os sonhos que se vão plasmando até à sua manifestação. Mas os sonhos, segundo os filósofos clássicos, não são produto dos homens, sendo antes prévios aos mesmos. Os sonhos, como arquétipos, teriam existido desde o começo de todas as coisas".
 
(Jorge Angel Livraga)
 
 
 http://www.revistafenix.pt/como-se-concretizam-os-sonhos/

sábado, 7 de janeiro de 2017

Tempo de acordar, tempo de brilhar,
tempo de inspiração,
Tempo de realizar.

Um tempo para a luz,
um tempo para as sombras da noite,

Mas quando chega o amanha?
quanto dura uma noite,
quanto dura um dia?

Senhor, porque me abandonastes...

O sol vai brilhar amanhã.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

VERSOS ÁUREOS DE PITÁGORAS

                                                                      PERFEIÇÃO

                                               Ao despertares, bem disposto, cuida logo
                                               Em pensar nas ações que farás esse dia.
                                               Ao vir do sono sobre os olhos languescentes, 
                                               Várias vezes revê cada ação desse dia:
                                               Em que pequei? que fiz? Cumpri o meu dever?
                                               Repassa de um em um teus atos e, em seguida, 
                                               Censura-te, se erraste, e, se acertaste, exulta.

            (Versos de Ouro de Pitágoras, traduzidos para a língua portuguesa por José Oiticica)